Ferramenta Divina

Acontece a crise da fé quando se deixa de exercitá-la. Sem estímulos os músculos ficam flácidos e o corpo se deteriora mais rápido. Assim é a fé. Sem estímulos, ela se acomoda e sua prática fica relegada à religiosidade.
Deus tem permitido vivenciarmos problemas justamente para que a nossa fé não venha ser instrumento de tradição. O Espírito Santo orientou Seus servos do passado sobre esse aspecto.
Fato é que reclamamos com Deus quando passamos por tribulações. Sejam de ordem familiar, sentimental ou até mesmo de saúde… Não entendemos e recusamos entender a forma como Deus está tentando nos conduzir ao estímulo da fé. Parece que tudo dá errado e estamos nadando contra a maré.
A orientação Divina é claríssima quando aponta situações em que só a ação contínua da fé pode nos garantir a Salvação eterna.
Só pela fé e, de fé em fé, é que temos condições de avançar na conquista e estabelecimento da tão sonhada salvação.
Nosso adversário não descansa nem desanima, no objetivo de tentar remover o bem mais glorioso dado por Deus: a fé. Por conta disso, ele arma ciladas, promove problemas, enfim, cria situações difíceis tentando desviar o foco da fé. E, se consegue, então vem o desânimo da fé e, consequentemente a queda.
Deus permite tudo isso. Por quê? Justamente para forçar-nos usar a fé!
Como ferramenta Divina, ela tem poder para neutralizar todo e qualquer dardo inflamado do mal.
Mas é preciso usá-la constantemente, diariamente até a morte!
Fonte: Bispo Macedo