CONTRIBUINDO DE FORMA EFICAZ

CONTRIBUINDO DE FORMA EFICAZ

Nos dias atuais há uma carência de pessoas que realmente param para ouvir o próximo e ainda mais daqueles que têm o interesse em contribuir de alguma forma.

Nós que nos dispusemos a cumprir este papel diante daqueles que nos procuram, por nos identificar como obreiros dispostos a ser instrumentos de Deus, a ajudar outras pessoas a vencerem as barreiras que as limitam de ter experiências com Ele, não podemos deixar de analisar de que forma temos investido nesta missão, pois ouvir e contribuir para o crescimento espiritual de alguém requer algumas atitudes que talvez não tenham sido praticadas. Com isso, acabamos por limitar o agir do Espírito Santo.

Seguem algumas dicas para atender, aqueles que nos procuram, de forma excelente.

  • Antes de tudo precisamos estar em espírito, buscando em Deus direção para que consigamos compreender e direcionar a pessoa segundo o que Ele pensa.
  • Quando a pessoa começar a falar, devemos fixar o olhar nela, prestando atenção em seus gestos e palavras, pois às vezes os gestos falam mais. Precisamos ter paciência para ouvir sem tirar o foco do diálogo.
  • Respeite a pessoa, deixe que ela exprima suas ideias, demonstre interesse em entendê-la.
  • Para entender de fato o que a pessoa transmitiu, se coloque no lugar dela para compreendê-la, faça perguntas se necessário,  para então dar uma direção.
  •   Ao passar a direção, procure fazer um paralelo com a Palavra de Deus. Não se limite a testemunhos, pois é a Palavra de Deus que possui o poder de transformar vidas.
  • Ajude a pessoa a desenvolver um hábito, tenha sensibilidade para entender qual é o mais importante no momento, por exemplo:

o   Se a pessoa não tem hábito de ir à igreja às quartas e domingos, ajude-a a iniciar a vir pelo menos um desses dias, segundo a disposição que ela tenha demonstrado.

o   Caso ela já venha, a ensine a ler a Bíblia, a iniciar pelos 4 evangelhos.

o   Se ela já tem o hábito de ler a Bíblia, a ensine a meditar e praticar o que lê, dê exemplos de como viver em espírito.

o   Se ela tem um problema específico em uma área, incentive-a a criar um hábito de ir à reunião que mais irá agregar na resolução desse problema.

Precisamos ter em mente que o atendimento direcionado ajuda a pessoa a se ver, a colocar prioridades, a ter foco, a alimentar e se manter na fé.

Quando temos sede em ser instrumento, é Ele quem envia almas para cuidarmos, pois conhece nossa dependência e temor no servi-Lo. Quem já experimentou o prazer de ser instrumento do Espírito Santo jamais se esquece ou deixa de investir em sê-lo.

Gislene Xavier.

Fonte: Obreiros Universal

Deixe seu comentário