A tragédia do servo

A tragédia do servo

Todos pensam que o servo de Deus está com problemas quando é repreendido justa ou injustamente; quando perde sua posição e responsabilidade (cargo); ou mesmo, e principalmente, quando parece esquecido pela direção da igreja, a despeito do bom trabalho que vem fazendo, ou seja, apesar de sua igreja estar desenvolvendo.

E verdadeiramente não é assim, pelo contrário:

E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o Seu propósito. Romanos 8.28

Na realidade, este “servo” está com problemas, e problemas sérios, quando: é elogiado, galga constantemente degraus na hierarquia da Obra, nunca foi ou será esquecido pelos líderes, seu nome é sempre lembrado quando se pensa em honrar alguém com uma responsabilidade maior etc., pois, pagou bem um preço para estar ali.

Sim, mas vai existir quem diga: “Não entendi, onde está a TRAGÉDIA DO SERVO?”

Vamos ler abaixo e entender.

Rejeitou o Senhor o Seu ALTAR, detestou o Seu SANTUÁRIO; entregou na mão do inimigo os muros dos Seus palácios; deram gritos na Casa do SENHOR, como em dia de festa solene. (…) As suas portas caíram por terra; Ele destruiu e quebrou os seus ferrolhos; o Seu rei e os Seus príncipes estão entre os gentios, onde não há lei, nem os Seus profetas acham VISÃO alguma do SENHOR.Lamentações 2.7 e 9

E tem tragédia pior que estas? Rejeitado o ALTAR, detestado o SANTUÁRIO e perdida aVISÃO!

Ainda que pareça estar tudo bem, numa situação como essa, um dia a casa cai, e por quê?
Porque quando uma pessoa sobe no Altar e entra no Santuário, mas a oferta (intenção) não é boa, ela fica impedida de receber a inspiração e a visão necessária para conduzir as ovelhas perdidas de Israel!

Deus os abençoe sobremodo!

Fonte: Bispo Macedo

Deixe seu comentário