Deputado Ossesio agradece homenagem do Consulado Americano

Deputado Ossesio agradece homenagem do Consulado Americano

O deputado Ossesio Silva, agradeceu a homenagem que recebeu do Consulado Americano no Recife, nesse mês de março.

O deputado recebeu congratulações, através de memorando do cônsul dos Estados Unidos em Recife, Richard Reiter, pelo voto de aplauso ao Black History Month, o mês da história negra”americana.  Nesse mês são abordados, filmes, séries e documentários de diferentes aspectos da história e cultura negra americana, tratando de situações vividas também por negros de várias nacionalidades. Também na oportunidade, a mensagem do cônsul parabeniza o parlamentar por assumir a presidência da Comissão de Assuntos Internacionais da Assembleia Legislativa de Pernambuco (ALEPE).

Ossesio destacou que essa data serve de reflexão de maneira mais intensa sobre a história negra, tanto nos Estados Unidos como no Brasil e em diversos países.  “Acredito que esse tipo ação  deve ser frequente e acontecer ao longo do ano, mas, já que a data existe, ela também deve ser usada para chamar atenção das pessoas que talvez ainda não tenham parado para pensar sobre determinadas questões raciais. O objetivo desse evento também, é o intercâmbio entre as nações, na luta pela igualdade racial. Agradeço ao Consulado Americano pela homenagem e apoio” ressaltou.

Consulado Geral dos Estados Unidos em Recife

Estabelecido em 1815, o Consulado Geral dos Estados Unidos no Recife é o posto de representação diplomática americano mais antigo no Brasil. Este ano de 2017 marca os 202 anos de amizade e colaboração entre os Estados Unidos e a região Nordeste, uma data que está sendo celebrada em parceria com os brasileiros.

Os EUA têm mantido relações diplomáticas com a região Nordeste do Brasil por mais tempo que quase qualquer outro lugar do mundo. Desde a chegada do primeiro cônsul Samuel Voorhees, o Consulado atua em diversas áreas nos estados de Sergipe,  Alagoas,  Pernambuco,  Paraíba,  Rio Grande do Norte, Ceará, Piauí e Maranhão.

Momentos Históricos

Em 1817, o segundo cônsul na região, Joseph Ray, apoiou publicamente revolucionários pernambucanos que buscavam a independência de Portugal, abrindo sua residência para líderes rebeldes como Antônio Gonçalves da Cruz “Cabugá”, que viajou aos EUA representando o governo provisório de Pernambuco em busca de apoio para a revolução.

Dois dos mais importantes diplomatas brasileiros foram nordestinos. O professor da Universidade Federal de Pernambuco, Marcos Antônio Araújo, um dos cinco diplomatas a negociar, em 1871, o Tratado de Washington; e Joaquim Nabuco, que se tornou o primeiro embaixador do Brasil nos Estados Unidos em 1905.

Texto: Thiago Gouveia

Foto: Jacqueline Souza

bf6a686e-d6cf-4993-bafa-d7cedd3b191c (1)

Deixe seu comentário